domingo, 5 de outubro de 2014

Shirley Espíndola recebe o artista plástico Marco Antonio Scarelli no Tons do Brasil para falar da Exposição de Artes Sim! Sérios!!!

A Exposição de Artes Sim! Sérios!!! comemora os 40 anos da AAPJ - Associação dos Artistas Plásticos de Jundiaí com a participação de 10 artistas.



EXPOSIÇÃO “SIM! SÉRIOS!!!”
Associação dos Artistas Plásticos de Jundiaí

Abertura da exposição: 19h
A mostra reúne trabalhos de 10 artistas jundiaienses que fazem ou já fizeram parte da associação.
São gravuras, esculturas, instalações, montagens, assemblagens e recortes que retratam a identidade e personalidade de cada artista. “É uma coletânea dos artistas mais atuantes na cidade, que dão aulas e passam seu conhecimento para outros artistas”, informa o curador da exposição, Marco Antônio Scarelli.
Participam da exposição os artistas: Alessandra Rodrigues, Alex Roch, Andréia Dulianel, Chris Montes de Brito, Lígia Rodrigues, Marco Antônio Scarelli, Regina Kalman, Rosa Carvalho e Vera Palermo. “Temos como convidado especial o italiano Augusto Ottaviani, que viaja pelo mundo todo expondo e criando suas obras, e agora faz uma participação na nossa exposição”, destaca o curador.
O tema deste ano é livre. “Este ano não estipulamos um tema, buscamos trabalho originais e inusitados. Queremos a alma do artista no trabalho”, explica Marco.

MARCO SCARELLI
PINTOR – DESENHISTA – DESIGNER – ESCULTOR – CENÓGRAFO

Marco Antonio Scarelli
Ainda em idade escolar foi vencedor de diversos concursos de desenhos. A partir de 1977 passou a atuar como desenhista de publicidade e logotipos e em 1983 iniciou sua carreira como professor de Educação Artística. Foi sócio fundador da Cooperativa Literarte. Ilustrou e escreveu artigos para jornais e revistas. Fez cartazes para campanhas oficiais e eventos da Prefeitura Municipal de Jundiaí e para o Governo do Estado de São Paulo. Ilustrou capas de livros, fez cenários, figurinos, textos e adaptações teatrais para peças e performances. Organizou exposições. É autor dos vitrais da “Capela” do Velório Municipal de Jundiaí e da capa do Catálogo Telefônico nº 156 da Listel.
Em sua formação artística contam-se cursos realizados na Casa da Cultura de Jundiaí; no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo; na Pinacoteca do Estado de São Paulo; Paisagismo na AFLOTEC/SP; Modelação em Fiber na AEROSET/SP; Arquitetura e Urbanismo na Faculdade de Belas Artes de São Paulo; Vitrinismo no SENAC; Vidraria Artística no Centro Cultural Espaço zero e Especialização no Atelieur da Artista Solange Shwtz.
Além de exposições no Brasil, também teve participações na Alemanha, Austrália, Bélgica, Canadá, Chile, EUA, Espanha, França, Guatemala, Holanda, Inglaterra, Itália, Japão, Polônia, Portugal, Usbequistão, Uruguai, Rússia, Venezuela e Argentina.
Está catalogado no Guia de Artes Plásticas Brasil Júlio Louzada, VLS. 5,6 e 8; no Anuário Jundiaiense de Artes Plásticas 1997/1998 e no American Biographical Institute Inc. 1996/1998.

                                                                                                              Fundação:
Marco Antonio Scarelli e Graziela Savy
A criação de uma entidade de classe tem sempre alguma coisa comum entre seus membros, e isso pode acontecer em momento de muita harmonia ou de crise. Um grupo de artistas plásticos de Jundiaí começou a se reunir em 1972 e montaram na cidade a I Mostra  do Clube Recreativo e Beneficente “28 de Setembro”, um clube que inicialmente abrigava somente afro-descendentes. O Grupo continuou se encontrando em 1973, desta vez na casa do artista-plástico Antonio Thyrso Pereira de Souza e de sua mulher Tomica Ishicava, e os seus dois filhos. A residência, que também era ateliê de gravura e pintura do artista, ficava na Rua Senador Fonseca, 1343, Centro; recém-chegado de São Bernardo do Campo e que acabou sendo o local de encontros do grupo de artistas jundiaienses. No mesmo ano, em 1973, os artistas montaram a II Mostra do Clube Recreativo e Beneficente “28 de Setembro”, na Praça das Bandeiras, em Jundiaí. Esta mostra foi realizada pelos artistas recusados no 1º EJA – Encontro Jundiaiense de Artes, promovido pela Prefeitura Municipal de Jundiaí.
O grupo dos recusados foi aumentando e tornou-se mais sólido surgindo assim a ideia de oficializá-lo numa associação, que foi concretizada após alguns encontros e a Ata da Fundação  feita em 14 de outubro de 1974 e registrada em 14 de novembro de 1974, com o nome de Associação dos Artistas Plásticos de Jundiaí. Sendo o Presidente, o artista Antonio Thyrso Pereira de Souza e o Vice-Presidente, o artista Issis Martins Roda.
Os objetivos da AAPJ foram registrados nos estatutos da entidade, dentre eles o principal é o de incentivar e patrocinar as artes plásticas da cidade e de toda a região e especialmente os novos talentos, sem elitizar a classe. O logotipo inicial foi feito pelo desenhista e sócio Geraldo Barbosa Tomanik, inspirado nas calçadas de Jundiaí.

Marco Antonio Scarelli, Shirley Espíndola e Graziela Savy



Confira a entrevista




video






Horário de funcionamento:
De terça a sexta-feira – das 10 às 17 horas;
Sábado – das 9h às 13h.
MUSEU HISTÓRICO E CULTURAL DE JUNDIAÍ – SOLAR DO BARÃO
R. Barão de Jundiaí, 762 – Centro – Jundiaí – SP
Tel: (11) 4521-6259/ 4586-8414
e-mail: museusolardobarao@jundiai.sp.br